Obrigado

Quando alguém me perguntar,
não saberei por onde começar.
Se falarei do amor,
ou se elogiarei o jogador.

Ou lembrarei das histórias,
listarei as glórias,
falarei que ele inovou,
o lateral que avançou.

No peito, o escudo foi singular
Só o da estrela, mais nenhum
Ele era seis, não houve par
E nós, só somos, por esse um

O Botafogo, assim, se perde
A Enciclopédia vai para a estante
Ah, Nilton Santos... a nossa estrela mais brilhante