Nova pesquisa de opinião da CNN/ORC mostra que, entre todos os americanos, Ron Paul é o republicano com a avaliação mais positiva. O libertário chega a 42% de avaliação favorável, enquanto Romney tem 34%, Santorum 32% e Newt Gingrich tem 25%.

Esse item da pesquisa tem quatro opções: "favorável", "não favorável", "nunca ouvi falar" e "sem opinião". Outra boa notícia para Ron Paul é que, conforme ele vai se tornando mais conhecido, os seus índices de "favorável" aumentam. 

Desde 2011, essa é a quinta pesquisa do tipo, então, vamos tomar por base os números de maio do ano passado.

Ron Paul saiu de 29% de desconhecimento para 10% no período, com a sua aprovação subindo de 30% para 42%. Já Newt Gingrich era desconhecido por 14%, enquanto agora é para apenas 8%. Em compensação, a sua aprovação caiu de 30% para 25%.

O favorito nas pesquisas entre os republicanos, Mitt Romney também apresenta queda. Se em maio de 2011 ele era desconhecido para 19%, hoje é para apenas 5% dos americanos. Já as opiniões favoráveis passaram de 40% para 34%. É bom lembrar que Romney era o governador de Massachusetts até janeiro último.

O ex-senador pela Pennsylvania Rick Santorum vem subindo nas aprovações. Passou de 16% em maio de 2011 para 32% agora. Ele era o mais desconhecido do público, com 51%. Hoje o índice é 15%.

O que impressiona é a alta subida na rejeição de todos os candidatos de maio de 2011 para cá. Gingrich tinha opinião negativa para 44%, agora são 63%. Romney também teve forte alta, passando de 30% para 54%. Santorum viu a sua rejeição dobrar (a sua aprovação também dobrou no período), saindo de 19% para 38%. Ron Paul foi o que apresentou menor crescimento nas opiniões desfavoráveis: eram 27% em maio de 2011, tornando-se 36% agora.

Já o presidente Obama possuía uma aprovação de 56%, enquanto agora o número é 53%. A sua rejeição passou de 42% para 45%.

Os números provam que a estratégia de Ron Paul de não apenas tentar ganhar à indicação republicana, mas, também, de conscientizar a população americana sobre a sua visão a respeito da economia, além da sua mensagem anti-guerras, está dando certo. O deputado libertário está plantando a semente para o seu filho, o senador Rand Paul.

A pesquisa foi realizada no entre os dias 10 e 13 de fevereiro com 1026 americanos, tendo como margem de erro 3%. Para ver a reportagem original, bem como a íntegra da pesquisa, clique aqui.