Vi "Cavalo de Guerra" (War Horse) no cinema. Para variar, Steven Spielberg usa e abusa do direito de tentar emocionar a audiência através da relação entre as pessoas e os seus animais de estimação.

O filme é sobre a amizade entre um cavalo (que, logicamente, é desprezado por quase todos, menos pelo dono e pelo pai dele) e um garoto. Depois, o cavalo vai à guerra (no caso, a Primeira Guerra Mundial) e passa por um monte de coisa, só faltando chegar até Berlin e matar o Kaiser.

Em um determinado momento, o sofrimento do bicho chega a... Bem, se eu falar, estraga. Mas essa parte lembrou muito o "Feliz Natal", de 2005, onde as tropas francesas e escocesas confraternizam com os inimigos alemães na noite de Natal.

E, claro, o filme é quase todo uma crítica às guerras. Mas nessa eu dou um desconto para o Spielberg.

Resumindo, o filme é mentiroso toda a vida, mas tem uma história, digamos, OK. Vale para levar a namorada ou se você é louco e vai ver tudo quanto é filme de guerra no cinema.