Na coluna do Ancelmo Gois, do jornal "O Globo" de hoje", saiu a seguinte nota:


Fora de Campo
Bebeto de Freitas, ex-presidente do Botafogo, pensa em acionar judicialmente o clube.
Como se sabe, o alvinegro aprovou uma comissão para investigar supostas irregularidades na gestão dele.

É difícil opinar sobre a ação sem realmente saber o seu conteúdo, já que a nota não dá nenhum detalhe sobre o que Bebeto irá requerer na Justiça. Para piorar, a nota do Ancelmo Gois está incorreta, pois o Botafogo não aprovou "uma comissão para investigar supostas irregularidades", mas, sim, rejeitou as contas referentes ao ano de 2008, o que levará o caso para a Comissão de Constituição e Justiça (CJC) do Botafogo.

Na Comissão será decidido, após todos os envolvidos serem ouvidos, se haverá alguma punição ao Bebeto (como perda da emerência ou do próprio título) e, também, qual será o encaminhamento da questão. Cabe também à CJC decidir se o caso deve ser levado à Justiça.

Sempre é bom lembrar que as contas de 2002, referentes ao último mandato do ex-presidente Mauro Ney, foram rejeitadas pelo plenário em 2006 e nunca tiveram a sua ata aprovada na reunião subsequente do Conselho Deliberativo, como as de 2008. E o presidente do Conselho Deliberativo desde 2006 é o sr. Luiz Eduardo Vaz Miranda, cujo mandato se encerra ao final de 2011.

CLIQUE NA PROPAGANDA ABAIXO
E AJUDE A MANTER O SITE