Ver o Uruguai jogando hoje me deu uma saudade do Botafogo. Ainda bem que o Loco Abreu não entrou em campo, senão a lembrança seria ainda mais forte.

Mas, confesso que estou torcendo pela Celeste Olímpica como se eles tivessem de preto e branco.

Aproveitando a deixa, segue uma foto minha e do meu xará Ottaviano no Estádio Centenário, em Montevidéu, no ano passado, no jogo da Libertadores entre o Defensor e o Estudiantes (do maior jogador que eu vi em um estádio, Véron).